quinta-feira, 31 de março de 2011

Atividades do 6º ao 9º ano

Escola Manuel Davi do Nascimento E.E.F.
Aluno:_____________________________________________________ 
Professora:____________________________________________Serie: ______Nº ________ Data: _____/______/______
Avaliação bimestral de Artes
Leia o texto e responda as questões de 1 a 6.
Arte rupestre
                             Bisões, cavalos, unicórnios, figuras humanas. Há 40 mil anos os seres humanos começava a representar a vida. Foi nessa época que nosso ancestrais passaram a pintar imagens no interior de cavernas ou na superfície de grandes rochas.
                              As imagens pintadas eram, em geral, figuras de animais, seres humanos, ou traços geométricas (linhas, pontos, círculos).
                               Seus significados são um grande mistério. Mais provável é que estivessem relacionadas uma espécie de crença mística. Com as pinturas podiam estar procurando melhor caça, fertilidade ou proteção para os caçadores.
                              As pinturas rupestre tem uma importância fundamental: elas mostram o desenvolvimento cultural de nossos ancestrais. Por meio delas, eles começavam a expressar sentimentos, anseios preocupações de uma forma abstrata. Era uma nova linguagem, a da representação, que começavam a ganhar destaque.
1-     O texto trata, principalmente,


a)       (  ) animais;
b)       (  )caça;
c)        (  )ser humano;
d)       (  ) pintura.


2-     As pinturas rupestres teve uma grande importância no(a):
a)       (  ) procura melhor da caça e fertilidade;
b)       (  ) proteção dos caçadores da época;
c)        (  ) Imagem de animais e plantas;
d)       (  ) desenvolvimento cultural dos nossos ancestrais.
3-     Na  expressão “ O mais provável é que estivesse relacionadas a uma espécie de crença mística” a palavra grifada significa.


a)       (  ) divina;
b)       (  ) mitológica;
c)        (  ) relativa;
d)       (  ) natural


4-       Coloque V (verdadeira) e F (falso).
a)       (  ) As pinturas rupestres não tem nenhuma importância fundamental nas representações dos seres humanos.
b)       (  ) As imagens pintadas tinham grades significados na mitologia grega;
c)        (  ) Há 40 mil anos os seres humanos começavam a representar a vida;
d)       (  ) Por meio das pinturas rupestres, os seres humanos começavam a expressar sentimentos, anseios e preocupações.
5-       Complete as frases abaixo:
a)       Com ____________________, podiam estar _______________ melhor ____________,
_______________ ou proteção ___________________.
b)       Era uma ________________, a da  _______________, que começava a _____________ destaque.
6-       Todas as opções estão corretas as imagens pintadas pelos nossos ancestrais, exceto


a)       (  ) animais;
b)       (  ) seres humanos;
c)        (  ) traços geométricos;
d)       (  ) plantas.


  Leia o texto e responda as questões de 7 a 10.
Carnaval
                             O carnaval pode ser considerado como a mais popular das festas brasileiras, mas alguns historiadores dizem que a sua origem se deu a 10.000 anos a.C., na Europa ou Egito, não se sabe ao certo.
                            Na época do Brasil – Colônia e no Império, o Carnaval era uma mistura de cantos e danças africanas com uma festa portuguesa chamada Entrudo. A brincadeira consistia em dar banhos de água perfumada nas pessoas com limões-de-cheiro, seringas e bisnagas. Uma ordem do prefeito do Rio de Janeiro, Pereira Passos, proibiu o Entrudo, por gerar muitos conflitos nas ruas.
                         Na virada do século XIX, o Carnaval começa a ganhar as características atuais, tornando-se um importante aspecto da vida de algumas cidades brasileiras. Surgem os bailes de mascaras, nos clubes, e intensifica-se o Carnaval de rua com os blocos e cordões.
7-       Na expressão “ Na virada do século XIX, o carnaval começa a ganhar as características atuais” o século citado corresponde ao ano
a)       (  ) 2000     b)  (  ) 1900           c)    (  ) 1800                  d) (  ) 1500
8-       O carnaval era uma mistura de cantos e danças africanas com uma festa portuguesa chamada ‘’’Entrudo’’ , o sinônimo da palavra carnaval é:


a)       Mistura ;
b)       Entrudo ;
c)        Cantos;
d)       Danças;


9-       Coloque (V) verdadeiro e (F) falso :
a)       O carnaval consistia em dar banhos de água perfumada nas pessoas com limões – de – cheiro , seringas e bisnagas .
b)       O carnaval começa a ganhar características atuais , no século XIX ;
c)        Os historiadores dizem que a origem do carnaval se deu na África ;
d)       Uma ordem do prefeito do Rio de Janeiro , Pereira Passos , permitiu  entrudo , por gerar muitos conflitos .
10-    O carnaval até os dias atuais e considerado como a :


a)       Mistura de cantos ;
b)       Mistura de danças
c)        Festa popular ;
d)       Baile de máscara



Escola Manuel Davi do Nascimento E.E.F.
Aluno:_______________________________________________________________________   
Professora:____________________________________________Serie: ____ Nº ________ Data: _____/______/______
Avaliação bimestral de Português
                Leia:
Ar- condicionado faz mal ?
Depende da maneira como utilizamos e os cuidados que tomamos . De acordo com o pneumologista Roberto Stirbulov , presidente da sociedade paulista de pneumologia , alguns fatores relacionados aos aparelhos de ar-condicionado podem fazer mal á saúde . ‘’Um deles é o chamado contraste térmico , que é a diferença entre a temperatura externa e a do ambiente refrigerado . Quando essa diferença é muito grande , pode ocorrer uma redução das defesas do organismo , tornando o individuo predisposto a infecções respiratórias ‘’ , afirma o especialista . Um agasalho pode minimizar esse problema . Outra característica desfavorável dos recintos com ar-condicionado é a baixa umidade do ar , que provoca o ressecamento das mucosas e pode facilitar o surgimento de infecções . ‘’Para evitar que isso ocorra , pessoas que ficam muito tempo em ambiente refrigerado devem colocar no local um recipiente com água para umidificar o ar ‘’ , diz Roberto . Falhas na manutenção do sistema de ar refrigerado também podem trazer prejuízos . ‘’Filhos e dutos de ar mal limpos propiciam o surgimento de colônias de fungos e bactérias , prejudiciais  á saúde ‘’ , afirma a alergista Jussara Marin , de São Paulo.

1 – Considerado que a idéia principal em um texto expositivo corresponde as assunto e ao que se diz sobre o assunto em seus aspectos gerais , no texto ‘’Ar- condicionado faz mal?’’ a idéia principal é :
a)      (   )  Alguns fatores relacionados aos aparelhos de ar - condicionado faz mal a saúde ;
b)      (   )  Ar – condicionado faz mal porque provoca o ressecamento das mucosas ;
c)       (   )   Falhas na manutenção do sistema de ar refrigerado podem fazer mal a saúde;
d)      (   )  O ar – condicionado faz mal a saúde , conforme afirmação do pneumologista Roberto Stirbolow.
 2-  Sendo o texto iniciado em forma de pergunta , podemos inferir que estamos diante de um gênero textual  denominado de:


a)      (  ) diálogo
b)      (  ) entrevista
c)       (   ) nota jornalística
d)      (  ) crônica .


              3-Como a notícia , a reportagem também é um gênero jornalístico . Onde o verdadeiro conceito de notícia       é :
a)      (  ) Relatar um fato de forma ligeira e impessoal ;
b)      (  ) Conhecer um fato com maior profundidade , ampliando-o com fato , dados estatísticos , etc;
c)       (  )  Informar um artigo que exprime a opinião oficial do jornal;
d)      (  ) Apresenta uma narração alegórica cujos personagens são , geralmente animais e que encerra lição moral;
            4- O conteúdo abordado no texto interessa a um público , de certa forma , abrangente . O item que traz o público que apresenta interesse é :


a)      (  ) usuários de modo geral;
b)      (  ) usuários predispostos a infecção respiratória ;
c)       (  ) usuário que têm familiares alérgicos;
d)      (  ) usuários que lidam com pessoas alérgicas ;


          5- Podemos afirmar que o gênero textual apresentado no texto acima é :


a)      (  ) poético ;
b)      (  ) narrativo ;
c)       (  ) argumentativo ;
d)      (  ) informativo ;


6-      O assunto principal do texto é :
a)      (  ) Os cuidados que devemos ter com o ar – condicionado;
b)      (  ) As instruções referentes ao uso do ar-condicionado;
c)       (  ) O mal uso do ar- condicionado faz ma a saúde ;
d)      (  ) Falhas na manutenção do ar-condicionado ;
7-      Na passagem ‘’pode ocorrer uma redução das defesas do organismo ‘’ , a palavra grifada significa :


a)      (  ) diminuição ;
b)      (  ) proteção ;
c)       (  ) recuperação ;
d)      (  ) recepção.







8-      O sentido da expressão com moderação , falado pelo médico :


a)      (  ) devagar ;
b)      (  ) com bons modos ;
c)       (  ) sem exagero ;
d)      (  ) controlar ;


9-      O médico está se referindo ao usar essa expressão ao ;
a)      (  ) modo com Hagar se comporta ;
b)      (  ) modo como Hagar deve comer ;
c)       (  ) modo como ele deve falar ;
d)      (  ) modo como deve relacionar com alguém  ;
10-   Há traço de humor em ;
a)      (  ) precisa aprender a comer com moderação ;
b)      (   ) como Hagar pode perder peso ;
c)       (  ) tenho que começar a comer com uma mulher chamada moderação ;
d)      (  ) o que a mulher perguntou sobre o médico ;
11-   A expressão ‘’ com moderação ‘’ se relaciona no segundo quadrinho com a palavra :


a)      (  ) Aprender ;
b)      (  ) Precisar ;
c)       (  ) Poder ;
d)      (  ) Comer ;


12-   A classe gramatical referente a palavra comer ;


a)      (  ) Substantivo ;
b)      (  ) Pronome ;
c)       (  ) Verbo ;
d)      (  ) Adjetivo.


Leia
Por que a ferradura é símbolo de boa sorte?
                                    Há registro de que esse objeto já era considerado um amuleto poderoso desde a Grécia antiga.
Primeiro, porque era feito de ferro, elemento que os gregos acreditavam proteger contra todo mal. Além disso, seu formativo lembrava a lua crescente, símbolo de fertilidade e prosperidade [...]
13-   Na expressão ‘’ Há registro de que esse objeto já era considerado um amuleto poderoso desde a Grécia antiga ‘’ a oração principal é :


a)      (  ) um amuleto ;
b)      (   ) era considerado ;
c)       (  ) esse objeto ;
d)      (  ) há registro ;


14-   A palavra que liga a oração principal , a oração subordinada substantiva é a conjunção integrante :


a)      (  ) de ;
b)      (  ) desde ;
c)       (  ) que ;
d)      (  ) esse ;


15-   A oração que está grifada no texto é uma oração subordinada substantiva :


a)      (  ) objetiva direta ;
b)      (  ) apositiva ;
c)       (  ) completiva nominal ;
d)      (   ) subjetiva ;


16-   A ferradura é símbolo da boa sorte , porque :


a)      (  ) Seu formato lembrava a lua ;
b)      (  ) É um amuleto poderoso ;
c)       (  ) É feito de ferro ;
d)      (  ) É símbolo de fertilidade.



Leia:
Passaredo
Ei, quero-quero
Oi, tico-tico
Anum, pardal, chapim
Xô,cotovia
XÔ, AVE-FRIA
Xô, pescador-martim.
Some rolinha
Anda, andorinha
Te esconde, bem-te-vi [...]
Bico calado, muito cuidado
Que o homem vem ai.



17-   Em quais sequência de substantivos compostos a seguir todos estão pluralizados corretamente ?


a)      (   ) aves- fria , tico – ticos ;
b)      (  ) quero – queros , tico – ticos;
c)       (  ) ticos – ticos , pescador – Martins ;
d)      (  ) pescadores – martins , quero


– quero ;
18-   A classe gramatical que pertence o substantivo composto ‘’ pescador – Martim ‘’ é ;


a)      (   ) substantivo + substantivo ;
b)      (   ) substantivo + adjetivo ;
c)       (  ) verbo + substantivo ;
d)      (  ) advérbio + substantivo ;


19-   -O texto pertence ao gênero textual :


a)      (  ) poesia ;
b)      (  ) fábula;
c)       (  ) crônica ;
d)      (   ) jornalístico ;



        20- Coloque V ( verdadeiro ) e F ( falso )
a)      (   ) tico – ticos , só o segundo vai para o plural por apresentar uma onomatopéia ;
b)      (   ) Na palavra aves-frias temos substantivos + substantivo ;
c)       (   ) queros – queros as duas  ficam no plural porque são repetidas ;
d)      (   ) Onomatopéia é a imitação da voz doa animais ;
          21- Leia e complete com mal ou mau , mas ou mais .
  Um vampiro bebeu muito sangue em uma festa e foi parar no hospital . Chegando lá , foi atendido por uma enfermeira , que perguntou :
  - Tipo de sangue ?
 Ele , espantando , respondeu :
  Eu aqui passando __________ , e a Senhora me ofereceu __________ bebida ?

            22- Escolha a alternativa que preencha corretamente as orações ‘’ -  Sabíamos de tudo _________ não _______ queríamos falar ; - A moça de branco foi quem _________ perguntou ; Os atores atuaram muito ________ no espetáculo ; - O _______ tempo acabou com temporada .
a)      (  ) mau , mal , mais , mas ;
b)      (  ) mais , mas , mau , mal ;
c)       (  ) mas , mais , mal , mau ;
d)      (   ) mais , mas , mal , mau ;
              23 - O gênero textual é :
a)      (   ) poema ;
b)      (   ) música ;
c)       (   ) crônica ;
d)      (   ) diálogo ;
              24 - Coloque V ( verdadeiro ) e F ( falso ) :
a)      (   ) O dia –a – dia do trabalhador é cansativo ;
b)      (   ) Ele não é mau ; só precisa de compreensão ;
c)       (   ) Algumas atitudes do brasileiro vão ao encontro do que é ser cidadão ;
d)      (    ) Os moradores conversam há cerca de melhores maneiras de desenvolver seus projetos ;



‘’ O amor é a força mais potente que o mundo
possui e , ao mesmo tempo,
a mais humilde que sepossa imaginar . ‘’
Gandhi .

BOA SORTE !!


Escola:____________________________________________________________________________________________________
Aluno(a);__________________ ____________________________________________________Nº_____ Serie:_________
Profª.: Cláudia Rocha
                                                            Avaliação de Língua Portuguesa                           
LEIA:

                                       O menino jornaleiro
      1 O menino jornaleiro passa berrando pela rua:
      2 – Vinte e cinco adultos enganados por um menino! Uma (única) criança              engana
      3 vinte e cinco adultos!
      4 – Me dá um jornal – grita um homem que vai passando.
      5 Pega o jornal, abre e descobre que é um jornal velho. Vai reclamar, furioso, quando
     6 ouve o menino gritando lá de longe:
     7 – Vinte e seis adultos enganados por um menino! Vinte e seis adultos...
                                              (Pinto, Ziraldo Alves. Vito Grandam. São Paulo: Globo, adaptado.)

01. Segundo o texto “O menino jornaleiro”, a manchete anunciada pelo jornaleiro
a) deixa o consumidor furioso com a notícia.
b) leva o consumidor a pensar que se trata de uma matéria do jornal do dia.
c) faz parte das reportagens do jornal do dia.
d) leva o consumidor a pensar que se trata de um jornal velho.

02. Após a leitura do texto 1 e do texto 2, podemos afirmar que
a) os dois são textos publicitários.
b) somente o texto 1 é publicitário.
c) os dois são textos narrativos.
d) somente o texto 2 é informativo.

03. Leia o trecho abaixo:
“Pega o jornal, abre e descobre que é um jornal velho. Vai reclamar, furioso, quando
ouve o menino gritando lá de longe (...)” (L. 5-6)
Os termos sublinhados no trecho sugerem
a) fatos isolados.
b) ação contínua e sucessão temporal.
c) sucessão de fatos fora da ordem cronológica.
d) ações sequenciais e causais.
Texto 2
04. Nos trechos abaixo:
“– Uma única criança engana vinte e cinco adultos!” (L. 2-3)
“– Me dá um jornal – grita um homem que vai passando.” (L. 4)
Os termos sublinhados referem-se, de acordo com as informações do texto,
a) a qualquer criança e a qualquer homem.
b) ao jornaleiro e a um transeunte qualquer.
c) a uma criança específica e a um leitor especial.
d) somente a uma criança e a um homem exclusivo.

05. Leia o trecho abaixo:
“– Vinte e seis adultos enganados por um menino! Vinte e seis adultos...” (L. 7)
A intenção do jornaleiro era
a) divulgar a manchete do jornal.
b) chamar a atenção das crianças.
c) conseguir vender o jornal velho.
d) deixar os leitores furiosos.
06. “ Deus não fale comigo, e eu sei que Ele me escuta.” O conectivo sublinhado pode ser substituído, sem contrariar o sentido, por:
a) ou          b) no entanto          c) porém                       d) porquanto
07. “ Estudamos, logo deveremos passar nos exames.” A oração em destaque é:
a) explicativa         b) adversativa           c) aditiva           d) conclusiva
08- Fez isso ___________ não conseguiu o resultado. Qual das alternativas abaixo preenche a lacuna no trecho acima.
a)     entretanto          b) pois           c) porém            d) enquanto
09- “Maria das Dores entra e vai abrir o computador. Detenho –a : não quero luz.” Os dois pontos(:) usados acima estabelecem uma relação de subordinação entre as orações. Que tipo de subordinação?
a)     temporal          b) final               c) causal            d) concessiva
10- Sua displicência era tanta QUE NÃO COMUNICOU O HORARIO DA PARTIDA DO TREM. A oração destacada exprime
a)     tempo            b) consequência     c) causa          d) explicação


Escola:____________________________________________________________________________________________________
Aluno(a);__________________ ____________________________________________________Nº____Serie:_________
Profª.: Cláudia Rocha
                                                            Avaliação de Língua Portuguesa                           
LEIA:
Prazer em conhecer as cores, texturas e
perfumes de Natura Ekos



1  Prazer em ter sua pele sempre macia,
2  e descobrir a cada banho o re-
3  encontro com você e seu equilíbrio.
4  Prazer em ver que os maracujás, buritis
5  e tantos outros ativos de Natura Ekos
6  vivem na biodiversidade brasileira, e
7  são extraídos a partir de processos que
8   buscam garantir sua renovação no
9   futuro.
10  Para o bem-estar daqueles que vivem e
11  trabalham nas florestas, matas e
12  campos.
13  Para o seu bem-estar e para você estar
14   bem com o seu mundo, muito prazer.


Natura Ekos. Viva sua natureza.
(Revista Superinteressante. Edição 178. Julho 2002, adaptado.)
1. O texto que você acabou de ler visa divulgar, sob a forma de palavras ou símbolos, uma informação selecionada com a finalidade de introduzir na opinião pública determinada atitude ou ideia (Ecologia) e o desejo de consumo. Sendo assim, esse texto é uma:


a) reportagem.
b) notícia jornalística.
c) propaganda.
d) narração.




2. Leia o trecho, retirado do texto: “Prazer em ver que os maracujás, buritis e tantos outros ativos de Natura Ekos vivem na biodiversidade brasileira, e são extraídos a partir de processos que buscam garantir sua renovação no futuro.” (L. 4-9) Agora leia o significado das palavras abaixo:

Bio: vida
Diversidade: variedade
A biodiversidade de que trata o texto refere-se à variedade de


a) animais brasileiros.
b) flora brasileira.
c) etnias do Brasil.
d) culturas brasileiras.



3. Na ilustração, temos a apresentação de cada produto, como em “Eu sou o buriti. Eu sou o cacau. Eu sou o maracujá. Muito prazer”. A informação destacada da ilustração do texto tem como objetivo:
a) chamar a atenção do leitor para a marca EKOS.
b) relacionar diretamente os elementos da natureza ao produto.
c) divulgar o fabricante do produto.
d) ser apenas ilustrativa.

4. Leia, novamente, o que está na tampa dos vidros.
“– Eu sou o buriti.
– Eu sou o cacau.
– Eu sou o maracujá.”

É correto afirmar que, no texto, cacau, buriti e maracujá são


a) matéria-prima dos produtos.
b) folhas.
c) flores.
d) árvores.



5. Leia o trecho: “Para o seu bem-estar e para você estar bem com o seu mundo, muito prazer.” (L. 13-14) Agora, leia os significados das expressões destacadas:
bem-estar: conforto, estado de perfeita satisfação física ou moral.
estar bem: gozar de saúde, viver em harmonia
Com base no texto, é correto afirmar que as expressões grifadas indicam, respectivamente:


a) satisfação; viver em paz.
b) consumo; viver em sintonia.
c) solidão; ter boa convivência.
d) comodidade; ter dinheiro.



6. Leia: “Prazer em ver que os maracujás, buritis e tantos outros ativos de Natura Ekos vivem na biodiversidade brasileira, e são extraídos a partir de processos que buscam garantir sua renovação no futuro.” (L. 4-9)
O termo sublinhado no trecho relaciona-se à ideia de renovar


a) os processos de extração.
b) o consumidor.
c) alguns ativos de Natura Ekos.
d) a biodiversidade brasileira


.7. “Trabalham nas florestas, matas e  campos.”A palavra grifada é um verbo, em que tempo ele está?

a)     Presente             b) pretérito perfeito              C) futuro do presente             d) futuro do pretérito

8-  Observe  e complete a conjugação com os verbos que estão faltando:


Eu  canto                       Nós  cantamos
Tu  _______                   Vós  ________
Ele/Ela  canta                 Eles/ Elas  cantam
9. Joana _____________ estudado muito. O verbo é
a) tenha                            b) tem                                 c) tenhamos                    d) tenham
10 “Maria e Taynara foram passear no parque da cidade. Substitui os nomes sublinhado por:
a)     nós                          b) ela                             c) tu                          d) elas
Escola:____________________________________________________________________________________________________
Aluno(a);__________________ ____________________________________________________Nº_____ Serie:_________
Profª.: Cláudia Rocha
                                                            Avaliação de Educação Religiosa                        
Leia
O silencio vai acabar
                                Numa manhã de junho, há um ano, a pedagoga  Eliane Cavalleiro instalou-se na saída de uma escola de Educação Infantil, em São Paulo, observando como uma professora se despedia de seus 22 alunos. Entre os doze alunos brancos, dez ganharam um beijinho: dos dez negros, só três mereceram o mesmo afeto. Os brancos foram três vezes beijados do que os negros! Mas não poderia ser apenas o comportamento isolado de uma professora preconceituosa? E, afinal, qual a importância de beijar ou não o aluno na saída de aula? [...]
1-No texto , o titulo “O silêncio vai acabar”, a palavra silêncio refere-se


(a)       à  falta de discussão sobre o preconceito.
(b)      à  discussão sobre o preconceito.
(c)       á  vontade de acabar com o preconceito.
(d)      á  descoberta  sobre o preconceito.


2- A  Consciência Negra é comemorado no dia


(a)       20 de novembro
(b)      19 de outubro
(c)       19 de novembro
(d)      20 de novembro


3- O dia da Consciência Negra é uma homenagem
(a)       Aos índios                   (b) a D. Pedro I                       (c) aos Jesuítas                        (d) ao Zumbi dos Palmares   
 4- O primeiro passo para a descriminação é


(a)       conhecer suas origens.
(b)      tratar todos igualmente.
(c)       valorizar as culturas.
(d)      silenciar dados históricos.


5- O titulo do texto é “ O silêncio vai acabar” em vez de “ O silêncio pode acabar”.   A palavra PODE indicaria apenas uma


(a)       possibilidade, algo que poderia ou não acontecer.
(b)      Certeza que pode acontecer.
(c)       postura diante da descriminação.
(d)      discussão sobre as diferenças.


Leia:
O preconceito não é instintivo
                        Os seres humanos não nascem preconceituosos, ou seja, o preconceito não é um fenômeno natural, instintivo ou inevitável. Ao contrario. Atitudes, sentimentos e comportamentos preconceituosos são aprendidos, interiorizados pelas pessoas desde a mais terna idade.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                 
6- No trecho acima o autor expõe seu ponto de vista:os seres humanos não nascem preconceituosos. A responsabilidade pela continuidade do preconceito segundo ao autor refere-se
(a)       as crianças          (b) aos adultos                     (c) aos adolescentes                        (d) aos idosos
7-“ O preconceito não é instintivo.” A palavra sublinhada significa
(a)       artificial               (b)  natural                            (c)  superficial                         (d) inato
8- “ O preconceito é aprendido e difundido pelas pessoas .” Você concorda ou discorda dessa afirmação? Justifique.______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________9-Que outros exemplos “aparentemente ingênuos” você também percebe como capazes de disseminar o preconceito?
______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
10- Observando o que mudou desde a geração de seus avós a sua geração, Você acha que o preconceito acabou? Justifique.
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
Escola:____________________________________________________________________________________________________
Aluno(a);__________________ ____________________________________________________Nº___Serie:_________
Profª.: Cláudia Rocha
                                                                                            Língua Portuguesa                      

Azul e lindo planeta Terra, nossa casa
              1 Mas para que a Terra continue a nos dar tudo aquilo de que precisamos para viver,
              2 temos que cuidar dela como cuidamos de nossa própria casa.
              3 E melhor ainda. Pois da nossa casa nós podemos nos mudar. Da Terra não.
              4 E nós sabemos que não estamos tratando da Terra como deveríamos.
              5 Por isso, os membros da Organização das Nações Unidas (ONU) preocupam-se
              6 com o meio ambiente.Várias reuniões já foram feitas para discutir esse problema.
              7 E destas reuniões têm saído declarações, manifestos e planos de ação que tentam
              8 estabelecer o que pode ser feito para evitar que a Terra – a nossa Terra – a nossa casa
              9 – venha a se transformar num ambiente hostil, com muitos desertos, águas,
            10,florestas devastadas, onde seria impossível viver.
            11 Essas declarações, manifestos, planos de ação dizem mais ou menos o seguinte:
            12 Todos os homens são iguais e, portanto, têm o direito de viver bem, num
            13 ambiente saudável.
            14 Todos têm o dever de proteger e respeitar o meio ambiente e a vida em todas as
            15 suas formas.
                                                                                                                                        (Rocha, Ruth & Roth, Otávio.)
01. O texto lido tem como objetivo
a) falar do acesso do trabalhador à terra para plantar.
b) nos conscientizar da importância da preservação da Terra.
c) preservar os direitos das crianças.
d) preservar os direitos dos povos da Terra.
02. Leia:
“E destas reuniões têm saído declarações, manifestos e planos de ação que tentam estabelecer o que pode ser feito para evitar que a Terra – a nossa Terra – a nossa casa
– venha a se transformar num ambiente hostil (...)” (L. 7-9) Os travessões são utilizados no trecho acima para


a) destacar que o problema com a Terra atinge a todos nós.
b) separar uma enumeração.
c) indicar a fala do narrador.
d) inserir a fala do representante da ONU.



03. A falta de cuidados com a nossa Terra – a nossa casa –, poderá levar


a) à preservação de um ambiente saudável para todos.
b) à extinção de todas as espécies de seres vivos.
c) a um aumento desenfreado da espécie humana.
d) à ocupação desordenada de todas as áreas do planeta.


04. Leia o trecho:
“Todos têm o dever de proteger e respeitar o meio ambiente e a vida em todas as suas formas.” (L. 14-15)  A expressão sublinhada refere-se à vida


a) de todos os seres humanos.
b) de todos os seres viventes do planeta.
c) de todos os pássaros.
d) de todas as espécies vegetais


.05. “E nós sabemos que não estamos tratando da Terra como deveríamos. Por isso, os membros da Organização das Nações Unidas (ONU) preocupam-se com o meio ambiente.” (L. 4-6)  A única expressão que substitui corretamente a expressão sublinhada acima é


a) Ainda que...
b) Além disso...
c) No entanto...
d) Por esse motivo...


Escola no ar – Sintonize seu rádio nessa onda
1 Colocar a educação na boca do povo. Esse é o objetivo do Projeto Nordeste (pa-
2 trocinado pelo Banco Mundial) e do Unicef, ao percorrer todos os estados da região,
3 mobilizando serviços de alto-falante e rádios comerciais e comunitárias para que
4 divulguem a educação na sua cidade. A ideia é transformar a semana de matrículas ou
5 uma reunião de pais e mestres em notícia diária. Para isso, estão sendo organizadas
6 oficinas de radiojornalismo e educação, dirigidas aos profissionais de rádio. Para
7 complementar a capacitação, foi elaborado o Manual do Radialista que Cobre
8 Educação.
                                                                                                (Mural. Revista Nova Escola. São Paulo: Abril, abril/98.)
06. O texto que você acabou de ler tem o objetivo de divulgar um projeto em prol da educação. Nesse caso, trata-se de


a) uma narração.
b) uma instrução para um programa de rádio.
c) uma propaganda comercial.
d) um texto informativo.


07. De acordo com a informação contida no subtítulo Sintonize seu rádio nessa onda” e com a leitura do texto, é possível afirmar que ele trata


a) da divulgação de um programa de televisão.
b) das oficinas de radio jornalismo.
c) da divulgação da educação através do rádio e alto-falantes.
d) da promoção do ensino à distância


           08. Leia o fragmento:
Esse é o objetivo do Projeto Nordeste (patrocinado pelo Banco Mundial) e do Unicef, ao percorrer todos os estados da região[...]
    O verbo grifado no fragmento esta na
(a)    1ª conjugação  (b) 2ª conjugação   (c) 3ª conjugação   (d) 4ª conjugação     
09- Observe  e complete a conjugação com os verbos que estão faltando:


Eu  amo                       Nós  amamos
Tu  _______                   Vós  ________
Ele/Ela  ama                Eles/ Elas  amam
10- E nós sabemos que não estamos tratando da Terra como deveríamos. Os verbos sublinhados estão na
(a)       1ª pessoa do singular    (b) 2ª pessoa do plural   (c) 3ª pessoa do singular   (d) 1ª pessoa do plural



Escola:____________________________________________________________________________________________________
Aluno(a);__________________ ____________________________________________________Nº_____ Serie:_________
Profª.: Cláudia Rocha
                                                                                                            Língua Portuguesa                      

Qual a diferença entre calúnia, injúria e difamação?
Texto Sólon Brochado
1 Muitos usam os chamados crimes contra a honra como sinônimos, mas há diferenças
2  sutis, definidas no Código Penal. Calúnia (art. 138) é acusar alguém publica-
3 mente de um crime, e difamação (art. 139), de um 4 ato desonroso. Já a injúria
4 (art. 140) é basicamente uma difamação que os outros não ouviram: é chegar e
5 dizer para um sujeito algo que esse sujeito considere prejudicial.
6 É possível cometer três delitos de uma vez só. Se, num programa de TV, um entrevistado
7  disser que o apresentador é cafetão, estará acusando-o em público de um
8 crime (calúnia) desonroso (difamação), cara a cara (injúria).
9 Então, atenção quando for denunciar uma empresa no orkut ou quiser contar os
10 podres do ex em público. E é preciso cuidado extra com um tipo de vítima: o Presidente
11 da República ou qualquer outro chefe de Estado estrangeiro. “Contra eles,
12 mesmo que o ‘criminoso’ tenha dito a verdade, será condenado”, conta Jorge
13 Alberto Araújo, juiz e professor da Universidade Regional de Campinas.
                                                             (Revista Super Interessante. Edição nº 259. São Paulo: Abril, dezembro/2008.)

1. O objetivo do texto é
a) sugerir como devem ser feitas denúncias contra empresas.
b) mostrar em que circunstâncias as pessoas cometem certos delitos.
c) esclarecer as diferenças existentes entre os crimes contra a honra.
d) denunciar crimes de calúnia, injúria e difamação.

2. Leia o fragmento: “Muitos usam os chamados crimes contra a honra como sinônimos, mas há diferenças sutis, definidas no Código Penal” (L. 1-2). O termo destacado permite concluir que
a) calúnia, difamação e injúria são sinônimos.
b) os crimes contra a honra são iguais, embora recebam nomes diferentes.
c) existem diferenças entre os crimes contra a honra: calúnia, difamação e injúria.
d) o Código Penal não reconhece os crimes contra a honra.3-

3.No fragmento acima a palavra em negrito é uma Coordenada sindética
(a) aditiva                    (b) adversativa                         (c) alternativa                     (d) conclusiva

4- Com base na leitura do texto e considerando os significados dos termos calúnia, difamação e injúria, pode-se afirmar que
a) se uma faxineira é acusada publicamente pelo patrão de ter sumido com o dinheiro dele, está ocorrendo uma injúria.
b) se alguém escreve na porta de um banheiro público que a vizinha está traindo o marido, está cometendo difamação.
c) se um Diretor diz a seu subordinado em reservado que o considera desonesto, ele está cometendo calúnia.
d) se uma pessoa ofende a reputação de outra, ela não está cometendo crime algum.

5. Leia o trecho: “Contra eles, mesmo que o ‘criminoso’ tenha dito a verdade, será condenado” (L. 11-12)  O termo destacado refere-se


a) aos podres do ex.
b) ao Presidente da República.
c) a todos os chefes de Estado estrangeiros.
d) aos chefes de Estado, sejam os estrangeiros ou o nacional.


6. Leia o trecho abaixo: “Se, num programa de TV, um entrevistado disser que o apresentador é cafetão, estará acusando-o em público de um crime (calúnia) desonroso (difamação), cara a cara (injúria)” (L. 6-8). Agora, veja o significado do termo destacado:  cafetão - indivíduo que explora a prostituição. Considerando o significado acima apresentado, a palavra “cafetão” pode ser substituída  no texto por
a) indivíduo que vive da exploração do trabalho de mulheres e homens que vendem o corpo por dinheiro.
b) indivíduo que se aproveita da pobreza dos outros.
c) indivíduo que mantém trabalhadores em regime de escravidão.
d) indivíduo que se prostitui para sobreviver.
7- O menino chorou porque estava com fome . A oração subordinada adverbial  é
(a)    Comparativa                      (b) concessiva                            (c) causal                 (d)  explicativa
8-Leia


       Gente bonita de verdade
1 Bruno é aluno da Escola Estadual
2 Salvador Moya. Lá conheceu a
3 Silvia, professora há 16 anos e
4 também consultora de vendas. A
5 Rosana é amiga da Silvia, adora se
6 cuidar e não deixa de cuidar dos
7 outros. Sempre que pode, compra
8 um produto do Programa Crer Para
9 Ver: camisetas, canetas, cartões e
10 embalagens para presente que aju-
11 dam a financiar projetos como o
12 Eco-Moya, da escola da Silvia e do
13 Bruno. Que hoje recicla todo tipo
14 de material, está mais limpa, com
15 os canteiros bem-cuidados e os
16 alunos mais conscientes. Como o
17 Bruno, que hoje faz artesanato
18 com materiais reciclados e se preo-
19 cupa com o futuro do planeta. Essa é uma história de gente que gosta da beleza e
20 gosta da verdade. Gente bonita de verdade.


                                                            (Revista Cláudia. Edição nº 495. São Paulo: Abril, dezembro/2002, adaptado.)

09. Pela leitura do texto, pode-se afirmar que o Programa Crer para Ver está
a) construindo escolas públicas nas periferias das cidades brasileiras.
b) financiando um projeto de reciclagem de papel na Escola Salvador Moya.
c) desenvolvendo pesquisas que transformam a realidade das pessoas.
d) financiando todo tipo de projeto de reciclagem de lixo.

10. A legenda Gente bonita de verdaderemete a pessoas que estão preocupadas em cuidar
a) somente da aparência física.
b) da aparência física e também do bem-estar dos outros e do meio ambiente.
c) somente do meio ambiente.
d) da aparência dos alunos das escolas públicas brasileira.



QUESTÃO 1
Para a final dos jogos da Copa do Mundo de Futebol, um grupo de 6 meninos e 7 meninas organizou um encontro para assistirem à última partida. A contribuição de todos os meninos será de 72 sanduíches. A contribuição de cada uma das meninas será de 10 docinhos.
A sentença matemática que representa o número total de docinhos e sanduíches é
(A) 6 x (10 + 72).
(B) 7 x (10 + 72).
(C) 6 x 10 + 72.
(D) 7 x 10 + 72.
QUESTÃO 2
O Brasil já foi campeão mundial de futebol 5 vezes. As últimas competições ocorreram em 2002 e 2006 e, no ano de 2010, acontecerá outra vez. Observe o intervalo que existe entre os anos 2002, 2006 e 2010 marcados por esse evento. Identifique entre os anos abaixo, aquele onde haverá outra Copa do Mundo.
(A) 2021
(B) 2020
(C) 2018
(D) 2016
QUESTÃO 3
A população da África do Sul, país onde se realiza a Copa do Mundo de Futebol em 2010, é de aproximadamente
(A) quarenta e sete milhões e novecentos mil.
(B) quatrocentos e setenta e nove milhões.
(C) quatrocentos e setenta e nove mil.
(D) quarenta e sete mil e novecentos.
47 900 000 habitantes. Este número, escrito por extenso, fica
QUESTÃO 4
Observe o gráfico.



Ele apresenta o número de alunos que participam dos Jogos Estudantis
organizados entre várias escolas.
O esporte que está com o maior número de alunos inscritos é o
(A) atletismo.
(B) basquete.
(C) handebol.
(D) voleibol.
QUESTÃO 5
Uma pista de corrida tem 1200 m. Ela é toda sinalizada. A cada metro existe uma marcação. Alice, Carlos, Luis e Mônica correm, diariamente. Uma revista resolveu fotografá-los. Carlos foi fotografado quando havia corrido 1196 m.
A B C D E F G H I J K
A posição que Carlos ocupava no momento em que foi fotografado está representada pela letra
(A) C.
(B) G.
(C) H.
(D) J.
QUESTÃO 6
O álbum da Copa do Mundo completo tem 180 figurinhas. Em cada página do álbum, cabem 9 figurinhas. Raul já completou 5 páginas inteiras e, em outras duas, já colou 7 figurinhas. Na última página, colou apenas 3 figurinhas. As outras páginas estão vazias.
A expressão numérica que representa o número de figurinhas de que Raul precisa para completar o álbum é:
(A) 180 – (5 x 9) + 2 x 7 + 3
(B) 180 – (5 x 9 + 2 x 7) + 3
(C)180 – (5 x 9 + 2 x 7 + 3)
(D)180 – 5 x (8+ 2 x 7) + 3
1190 1191 1192 1200
QUESTÃO 7
Saul ganhou figurinhas para colar em seu álbum. Um quinto das figurinhas vieram repetidas!
A fração que também representa o número de figurinhas repetidas é
(A) 2/10.
(B) 1/10.
(C) 5/5.
(D) 4/5.
QUESTÃO 8
Um grupo de alunos organizou uma Olimpíada de Matemática.
A tabela apresenta o número de inscritos.
6º ano 7º ano 8º ano 9º ano
meninas 17 19 13 12
meninos 16 11 19 16
Considerando os dados contidos na tabela, determine o número de meninas inscritas do
8º ano.
(A) 19.
(B) 17.
(C) 13.
(D) 12.
QUESTÃO 9
De acordo com os dados da tabela, o maior número de inscritos pertence ao seguinte ano escolar:
6º ano 7º ano 8º ano 9º ano
meninas 17 19 13 12
meninos 16 11 19 16
(A) 9º ano.
(B) 8º ano.
(C) 7º ano.
(D) 6º ano.
QUESTÃO 10
Márcia planejou umas camisetas para os alunos que vão participar da Olimpíada de Matemática. Para facilitar a distribuição das 123 camisetas, Márcia, Tiago, Marcos e
Sérgio organizaram as camisetas em grupos com uma mesma quantidade. Sérgio sugeriu que fossem pacotes com 5 camisetas. Marcos sugeriu que, em cada pacote, fossem colocadas 2 camisetas. Márcia julgou que o ideal fossem 3
camisetas por pacote e Tiago deu a ideia de fazer grupos de 10 camisetas. Quem sugeriu a distribuição de todas as camisetas em pacotes de quantidades iguais?
(A) Márcia.
(B) Marcos.
(C) Sérgio.
(D) Tiago.
QUESTÃO 11
Leila e Bernardo reúnem-se, com regularidade, com seus alunos, para desenvolver um projeto. Leila tem reuniões com seus alunos a cada 8 dias. O professor Bernardo reúne-se a cada 10 dias.
Hoje eles fizeram a reunião conjunta. A próxima reunião conjunta dos dois grupos vai ocorrer depois de
(A) 11 dias.
(B) 18 dias.
(C) 20 dias.
(D) 40 dias.
QUESTÃO 12
Flavio vai conhecer São Paulo. A estrada que liga o Rio de Janeiro a São Paulo tem 429 km de extensão. Para ir a São Paulo e voltar para o Rio, o número de quilômetros percorridos na rodovia é de
(A) 846 km.
(B) 848 km.
(C) 856 km.
(D) 858 km.
QUESTÃO 13
Os ônibus da excursão de Flávio deram uma parada em Resende, cidade que fica a, aproximadamente, 163 km da cidade do Rio de Janeiro, na estrada que liga o Rio a
São Paulo. Então, para chegar em São Paulo e percorrer os 429 km necessários, ainda faltam
(A) 346 km.
(B) 266 km.
(C) 256 km.
(D) 156 km.
QUESTÃO 14
Da excursão a São Paulo participam 158 pessoas. Cada ônibus leva 46 passageiros e não é permitido viajar em pé.
O número de ônibus necessários para a excursão é
(A) 6.
(B) 5.
(C) 4.
(D) 3.
QUESTÃO 15
Luana guarda seus livros em caixas que possuem a forma de um cubo. Hoje, ela ganhou uma destas caixas desmontada, representada na figura abaixo, e reparou que todas as 6 faces da caixa são iguais.
Cada face da caixa de Luana tem a forma da figura geométrica plana denominada
(A) retângulo.
(B) quadrado.
(C) losango
(D) círculo.

9º Ano - 8ª Série - Português

VISITA

        Sobre a minha mesa, na redação do jornal, encontrei-o, numa tarde quente de verão. É um inseto que parece um aeroplano de quatro asas translúcidas e gosta de sobrevoar os açudes, os córregos e as poças de água. É um bicho do mato e não da cidade. Mas que fazia ali, sobre a minha mesa, em pleno coração da metrópole?
        Parecia morto, mas notei que movia nervosamente as estranhas e minúsculas mandíbulas. Estava morrendo de sede, talvez pudesse salvá-lo. Peguei-o pelas asas e levei-o até o banheiro. Depois de acomodá-lo a um canto da pia, molhei a mão e deixei que a água pingasse sobre a sua cabeça e suas asas. Permaneceu imóvel. É, não tem mais jeito — pensei comigo. Mas eis que ele se estremece todo e move a boca molhada. A água tinha escorrido toda, era preciso arranjar um meio de mantê-la ao seu alcance sem, contudo afogá-lo. A outra pia talvez desse mais jeito. Transferi-o para lá, acomodei-o e voltei para a redação.
        Mas a memória tomara outro rumo. Lá na minha terra, nosso grupo de meninos chamava esse bicho de macaquinho voador e era diversão nossa caçá-los, amarrá-los com uma linha e deixá-los voar acima de nossa cabeça. Lembrava também do açude, na fazenda, onde eles apareciam em formação de esquadrilha e pousavam na água escura. Mas que diabo fazia na avenida Rio Branco esse macaquinho voador? Teria ele voado do Coroatá até aqui, só para me encontrar? Seria ele uma estranha mensagem da natureza a este desertor?
         Voltei ao banheiro e em tempo de evitar que o servente o matasse. “Não faça isso com o coitado!” “Coitado nada, esse bicho deve causar doença.” Tomei-o da mão do homem e o pus de novo na pia. O homem ficou espantado e saiu, sem saber que laços de afeição e história me ligavam àquele estranho ser. Ajeitei-o, dei-lhe água e voltei ao trabalho. Mas o tempo urgia, textos, notícias, telefonemas, fui para casa sem me lembrar mais dele.

GULLAR, Ferreira. O menino e o arco-íris e outras crônicas. Para gostar de ler, 31.
São Paulo: Ática, 2001. p. 88-89


1 - Ao encontrar um inseto quase morto em sua mesa, o homem
a) colocou-o dentro de um pote de água.
b) escondeu-o para que ninguém o matasse.
c) pingou água sobre sua cabeça.
d) procurou por outros insetos no escritório.
e) não lhe deu muita importância.


2 - O homem interessou-se pelo inseto porque
a) decidiu descansar do trabalho cansativo que realizava no jornal.
b) estranhou a presença de um inseto do mato em plena cidade.
c) percebeu que ele estava fraco e doente por falta de água.
d) resolveu salvar o animal para analisar o funcionamento do seu corpo.
e) era um inseto perigoso e contagioso.


3 - A mudança na rotina do homem deu-se
a) à chegada do inseto na redação do jornal.
b) ao intenso calor daquela tarde de verão.
c) à monotonia do trabalho no escritório.
d) à transferência de local onde estava o inseto.
e) devido ao cansaço do dia.


4 - Em “Não faça isso com o coitado!”, a palavra sublinhada sugere sentimento de
a) maldade
b) crueldade
c) desprezo
d) esperança
e) afeição


5 - A presença do inseto na redação do jornal provocou no homem
a) curiosidade científica.
b) sensação de medo.
c) medo de pegar uma doença.
d) lembranças da infância.
e) preocupação com o próximo.

6 - Com base na leitura do texto pode-se concluir que a questão central é
a) a presença inesperada de um inseto do mato na cidade.
b) a saudade dos amigos de infância
c) a vida pacifica da grande cidade.
d) a preocupação com a proteção aos animais.
e) o cuidado que se deve ter com todos os insetos.

7 – Não se deu destaque a uma oração coordenada na opção:

A) Censura teus amigos em particular e elogia-os em público
B) O tambor faz muito barulho, mas é vazio por dentro.
C) Prega bem quem vive bem.
D) Me empenhei muito, pois queria vencer na competição.
E) Comprei vários quadros e artesanatos também.

8 - Assinale a alternativa em que a associação está correta:

I. Deus fez a luz; depois criou a natureza e, finalmente, formou o homem.
II. Se quiseres vencer na vida, cultiva a paciência e segue a lei do Amor.
III. Conheci um grande amigo!

A - Período composto por coordenação.
B - Período simples.
A) I-A; II-B; III-A
B) I-B; II-A; III-B
C) I-A; II-A; III-B
D) I-B; II-B; III-A
E) I-A; II-A; III-A


9 - Assinale a sequência de conjunções que estabelecem, entre as orações de cada item, uma correta relação de sentido:

1. Correu demais, _______ caiu.
2. Dormiu mal, _______ os sonhos não o deixaram em paz.
3. A matéria perece, _______ a alma é imortal.
4. Leu o livro, _______ é capaz de descrever as personagens com detalhes.
5. Guarde seus pertences, _______ podem servir mais tarde.

A) porque, todavia, portanto, logo, entretanto
B) por isso, porque, mas, portanto, que
C) logo, porém, pois, porque, mas
D) por isso, porque, e, porém, mas
E) pois, porém, pois, porém, contudo


10 -  Analise sintaticamente a oração em destaque:
“Bem-aventurados os que ficam, porque eles serão recompensados.”(Machado de Assis)

A)  oração coordenada assindética
B)  oração coordenada sindética adversativa
C)  oração coordenada sindética aditiva
D)  oração coordenada sindética conclusiva
E)  oração coordenada sindética explicativa

GABARITO DE PORTUGUÊS
1 – C / 2 – B  /  3 – A  /  4 – E  /  5 – D  /  6 – A  /  7 – C  /  8 – C  /  9 – B  /  10 – E

 6º ANO - REDAÇÃO


Interpretação textual – A VELHA CONTRABANDISTA


Diz que era uma velhinha que sabia andar de lambreta. Todo dia ela passava pela fronteira montada na lambreta, com um bruto saco atrás da lambreta. O pessoal da Alfândega – tudo malandro velho – começou a desconfiar da velhinha.        
Um dia, quando ela vinha na lambreta com o saco atrás, o fiscal da Alfândega mandou ela parar. A velhinha parou e então o fiscal perguntou assim pra ela:         
- Escuta aqui, vovozinha, a senhora passa por aqui todo dia, com esse saco aí atrás. Que diabo a senhora leva nesse saco?  
A velhinha sorriu com os poucos dentes que lhe restavam e mais os outros, que ela adquirira no odontólogo e respondeu:     
- É areia!        
Aí quem sorriu foi o fiscal. Achou que não era areia nenhuma e mandou a velhinha saltar da lambreta para examinar o saco. A velhinha saltou, o fiscal esvaziou o saco e dentro só tinha areia. Muito encabulado, ordenou à velhinha que fosse em frente. Ela montou na lambreta e foi embora, com o saco de areia atrás.
Mas o fiscal ficou desconfiado ainda. Talvez a velhinha passasse um dia com areia e no outro com muamba, dentro daquele maldito saco. No dia seguinte, quando ela passou na lambreta com o saco atrás, o fiscal mandou parar outra vez. Perguntou o que é que ela levava no saco e ela respondeu que era areia, uai! O fiscal examinou e era mesmo. Durante um mês seguido o fiscal interceptou a velhinha e, todas as vezes, o que ela levava no saco era areia.    
Diz que foi aí que o fiscal se chateou:          
- Olha, vovozinha, eu sou fiscal de alfândega com 40 anos de serviço. Manjo essa coisa de contrabando pra burro. Ninguém me tira da cabeça que a senhora é contrabandista.          
- Mas no saco só tem areia! – insistiu a velhinha. E já ia tocar a lambreta, quando o fiscal propôs:          
- Eu prometo à senhora que deixo a senhora passar. Não dou parte, não apreendo, não conto nada a ninguém, mas a senhora vai me dizer: qual é o contrabando que a senhora está passando por aqui todos os dias?
- O senhor promete que não “espaia” ? – quis saber a velhinha.      
- Juro – respondeu o fiscal.   
- É lambreta.  
                                                                                                                    (Stanislaw Ponte Preta)

Interpretação do texto

1) O que a velhinha carregava dentro do saco, para despistar o guarda?
_____________________________________________________

2) O que o autor quis dizer com a expressão “tudo malandro velho”?
___________________________________________________
3) Leia novamente o 4º parágrafo do texto e responda:

Quando o narrador citou os dentes que “ela adquirira no odontólogo”, a que tipo de dentes ele se referia?
__________________________________________________

4) Explique com suas palavras qual foi o truque da velhinha para enganar o fiscal.
__________________________________________________


 5) Quando a velhinha decidiu contar a verdade?
_________________________________________________

6) Qual é a grande surpresa da história?
_________________________________________________

7) Numere corretamente as frases abaixo, observando a ordem dos acontecimentos.

(   ) O fiscal verificou que só havia areia dentro do saco.
(   ) O pessoal da alfândega começou a desconfiar da velhinha.
(   ) Diante da promessa do fiscal, ela lhe contou a verdade: era contrabando de lambretas.
(   ) Todo dia, a velhinha passava pela fronteira montada numa lambreta, com um saco no bagageiro.
(   ) Mas, desconfiado, o fiscal passou a revistar a velhinha todos os dias.
(   ) Durante um mês, o fiscal interceptou a velhinha e, todas as vezes, o que ela levava no saco era areia.
(   ) Então, ele prometeu que não contaria nada a ninguém, mas pediu à velhinha que lhe dissesse qual era o contrabando que fazia.


6º ANO - PORTUGUÊS


Apagão em escala planetária festejará o brilho das estrelas

Pouca gente ouviu falar de poluição luminosa, mas tal coisa existe e é um pesadelo na vida de astrônomo, pois rouba a beleza do céu estrelado. Não foram os astros que perderam o frescor, a humanidade é que iluminou intensamente a Terra e ofuscou a noite. A poluição luminosa é causada pelo excesso de iluminação urbana. (...) Para chamar a atenção para o problema, astrônomos de diversos países começaram a organizar algo como o dia mundial do céu escuro. A idéia é que as luzes das cidades fossem apagadas por alguns instantes. Isso  em 18 de abril de 2005, quando seriam lembrados os 50 anos da morte de Albert Einstein.
(Revista O Globo, Rio de Janeiro, 3/10/2004)


1 - Da leitura do texto, pode-se entender que a poluição luminosa é provocada

a) pelo brilho intenso das estrelas.
b) pela perda do frescor dos astros.
c) pela pouca iluminação de algumas cidades.
d) pelo excesso de iluminação urbana.
e) pelo brilho lunar.

2 -  De acordo com o texto, o excesso de iluminação é uma preocupação para os astrônomos porque
a) dificulta a iluminação urbana.
b) ilumina excessivamente a cidade.
c) impede a plena observação das estrelas.
d) torna a noite ainda mais escura.
e) as pessoas se incomodam com tanta luz.

3 - A questão central tratada no texto é a
a) economia de energia.
b) beleza das estrelas.
c) pesquisa dos astros.
d) poluição luminosa.
e) A falta de luz.

4 - A finalidade desse texto é
a) informar a preocupação dos astrônomos.
b) denunciar os perigos de um apagão.
c) alertar sobre o consumo de energia.
d) valorizar o excesso de iluminação urbana.
e) mostrar a preocupação das pessoas referente a luz.


5 - (UNIV. EST. PONTA GROSSA-PR) Assinale a  frase em que os advérbio expressam  idéias de tempo e negação:

a) Falei calmamente com os embaixadores.
b) Não me pergunte as razoes da minha atitude.
c) Eles sempre chegam atrasados.
d) Hoje acreditei em você, mas não acreditarei mais!
e) Agora seremos felizes para sempre.


O CADERNO

Sou eu que vou seguir você
Do primeiro rabisco até o be-a-bá.
Em todos os desenhos coloridos vou estar:
A casa, a montanha, duas nuvens no céu
E um sol a sorrir no papel.
(...)
O que está escrito em mim
Comigo ficará guardado, se lhe dá prazer.
A vida segue sempre em frente, o que se há de fazer.
Só peço a você um favor, se puder:
Não me esqueça num canto qualquer.

(Mutinho eToquinho, letra retirada do site http://www.toquinho.com.br)

6 -  A expressão “A vida segue sempre em frente” indica que na vida:
a) tudo acaba.
b) tudo passa.
c) tudo estaciona
d) tudo fica como está.
e) passamos por fases.

7 -  No poema, o verso “Do primeiro rabisco até o be-a-bá” sugere a aprendizagem
a) do desenho.
b) da fala.
c) da escrita.
d) da pintura.
e) da leitura.

8 -  A partir da leitura do poema, pode-se concluir que o caderno
a) gosta muito de todas as crianças.
b) fala como se fosse uma pessoa.
c) sonha com desenhos coloridos.
d) gosta muito de rabiscar.
e) fica triste por ser deixado de lado.

GABARITO

1 – D / 2 – C / 3 – D / 4 – A / 5 – D / 6 – E / 7 – C / 8 – B

O poema a seguir trata do sentimento de amizade.

Meus amigos
quando me dão a mão
sempre deixam
outra coisa

presença
olhar
lembrançacalor

meus amigos
quando me dão
deixam na minha
a sua mão
                        LEMINSKI, Paulo. Caprichos e relaxos. São Paulo, Brasiliense, 1983. p.86.

INTERPRETAÇÃO

1.Quantas estrofes e quantos versos tem o poema?
2. O poema tem rimas finais? Tem rimas internas?
3. A “presença” dos amigos que fica nas mãos do poeta marca – se por duas sensações: uma física e uma psicológica. Identifique – as.
4. É possível afirmar que os traços dessa presença são tão fortes que o poeta não consegue separá – los. Que recurso ele teve de empregar para expressar esse fato?
5. Na última estrofe, o poeta omite intencionalmente uma palavra que já ocorreu no texto. Qual palavra?
6. A palavra mão tem muitos significados em português. Atribua a ela um significado adequado em cada frase:
a) Tinha ótima mão para cerâmica.
b) O poder passou às mãos da oposição.
c) Cuidado! Esta rua não dá mão à esquerda!
d) Acho que esta sua redação tem mão de seu pai…

RESPOSTAS

1. três estrofes; onze versos
2. Rima final, só na última estrofe: dão/mão. Rimas internas: dão/mão (1ª estrofe); presença/lembrança(calor) (2ª estrofe)
3.física: calor; psicológica: lembrança
4. um substantivo composto: lembrançacalor.
5. Mão, no segundo verso.
6.
a) habilidade, destreza
b) controle
c) sentido em que um veículo deve transitar
d) influência, intervenção

http://www.momentocerto.com.br/exercicios-de-portugues/interpretacao-poema-8%C2%AA-serie-9%C2%BA-ano/

9º Ano

QUÍMICA DA DIGESTÃO

     Para viver, entre outras coisas, precisamos de energia. Como não podemos tirar energia da luz do sol para viver, como os vegetais, essa energia usada pelo nosso organismo vem das reações químicas que acontecem nas nossas células.
     Podemos nos comparar a uma fábrica que funciona 24 horas por dia. Vivemos fazendo e refazendo os materiais de nossas células. Quando andamos, cantamos, pensamos, trabalhamos ou brincamos, estamos consumindo energia química gerada pelo nosso próprio organismo. E o nosso combustível vem dos alimentos que comemos.
     No motor do carro, por exemplo, a gasolina ou o álcool misturam-se com o ar, produzindo uma combustão, que é uma reação química entre o combustível e o oxigênio do ar. Do mesmo modo, nas células do nosso organismo, os alimentos reagem com o oxigênio para produzir energia. No nosso corpo, os organismos são transformados nos seus componentes mais simples, equivalentes à gasolina ou ao álcool, e, portanto, mais fáceis de queimar. O processo se faz através de um grande número de reações químicas que começam a se produzir na boca, seguem no estômago e acabam nos intestinos. As substâncias presentes nesses alimentos são decompostas pelos fermentos digestivos e se transformam em substâncias orgânicas mais simples. Daí esses componentes são transportados pelo sangue até as células. Tudo isso também consome energia.
     A energia necessária para todas essas transformações é produzida pela reação química entre esses componentes mais simples, que são o nosso combustível e o oxigênio do ar. Essa é uma verdadeira combustão, mas uma combustão sem chamas, que se faz dentro de pequenas formações que existem nas células, as mitocôndrias, que são nossas verdadeiras usinas de energia.

1 -  O texto afirma que o nosso corpo pode ser comparado a uma fábrica porque

a) reage quimicamente pela combustão.
b) move-se a base de gasolina ou álcool.
c) produz energia a partir dos alimentos.
d) utiliza oxigênio como combustível.
e) Funciona 22 horas por dia.

2 - “Tudo isso também consome energia” (3º parágrafo ) No trecho, a expressão em destaque  se refere a

a) Fermentos digestivos..
b) combustíveis.
c) reações químicas.
d) usinas de energia.
e) energia.

3 – Depois de processadas pelos fermentos digestivos, as substâncias são levadas para

a) a boca.
b) as células.
c) o estômago.
d) os intestinos.
e) o esôfago.

4 - As mitocôndrias são essenciais para o funcionamento do nosso corpo porque são responsáveis por

a) digerir os alimentos.
b) produzir energia.
c) renovar as células.
d) transportar o oxigênio.
e) limpar nosso sangue.




5 - Este texto pode ser considerado um artigo de divulgação científica porque apresenta:

a) explicação detalhada sobre um acontecimento recente.
b) expressões coloquiais para exemplificar o processo da digestão.
c) linguagem figurada para descrever o processo de combustão.
d) vocabulário técnico para explicar a química da digestão.
e) uma explicação muito complexa.

6 – O texto trata

a) da constituição do aparelho digestivo.
b) da digestão como  fonte de energia.
c) dos cuidados para uma boa alimentação.
d) dos elementos que compõem o corpo humano.
e) do processo da degustação.

7 - (UNIV. FEDERAL MARANHÃO) O verbo da oração:”Os pesquisadores orientarão os alunos.”  terá, na voz passiva, a forma:

a) haverão de orientar
b) haviam orientado
c) orientaram-se
d) terão orientado
e) serão orientados

8 - Indique a alternativa cujo termo destacado é agente da passiva.

a) Os cupins resolvem complicados problemas de ventilação.
b) Algumas doenças são causadas pelos insetos.
c) Alguns insetos cortam e mastigam sua comida.
d) Complicados problemas são resolvidos pelos cupins.
e) As formigas trabalham todo o tempo.

9 - Leia a oração: “ Divulgou-se muito, na época, a manifestação dos caras-pintadas”.
Em que voz se encontra o verbo da oração?
a) Passiva sintética
b) Passiva analítica
c) Ativa
d) reflexiva
e) Passiva

10 - Assinale a alternativa CORRETA com relação à concordância verbal.

a) Quais de vocês cometeu o maior pecado?
b) Fui eu que pagou as despesas.
c) Falta três segundos para o término da partida.
d) Mais de cem pessoas foi testemunha do assalto.
e)  Ela ficou meio confusa ao ouvir a notícia.

GABARITO

1 – A / 2 -  B / 3 – B / 4 – B / 5 – D / 6 – B / 7 – E / 8 – D / 9 – A / 10 - E

Matemática 6º ano

Um comentário: